Design Thinking: como aplicar

Novas abordagens têm se tornado necessárias na educação de crianças, adolescentes e até mesmo adultos. Por isso, metodologias e ferramentas eficientes, provenientes de diversas áreas, vêm sendo adaptadas para o campo do ensino. Saiba mais sobre o Design Thinking na educação e veja como ele pode ser aplicado.

Link:

https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2019/08/09/1166091/design-thinking-na-educacao-descubra-aplicar.html

Design Thinking para Educadores

O material Design Thinking para Educadores, composto por um livro base e um caderno de atividades que podem ser baixados aqui neste site, mostra como utilizar a abordagem do DT a partir de desafios cotidianos que os educadores enfrentam. Pode ser um desafio de sala de aula, ou do grupo de professores ou da escola com a comunidade do entorno. O importante é ter sempre foco nas pessoas envolvidas no processo, e refletir sobre o que pode agregar valor à vida delas. Organizado em cinco etapas – descoberta, interpretação, ideação, experimentação e evolução – traz uma proposta para educadores e gestores conseguirem criar soluções criativas para as atividades de ensino e de aprendizagem por meio de um processo que envolve cocriação, ou seja, muita troca de ideias para chegar a um objetivo comum.

Link:

https://www.dtparaeducadores.org.br/

Trello

Quando se fala em gerenciamento de projetos, o Trello é uma das principais ferramentas colaborativas recomendadas. Ele utiliza como base o sistema de kanban em um esquema de quadros, listas e cartões para organizar o fluxo das atividades. A flexibilidade do aplicativo permite uma enorme variedade de usos e metodologias de gerenciamento. Por exemplo, os Power-ups, que funcionam como plugins, adicionam uma infinidade de funcionalidades, além de realizar integrações com outros serviços, como o Evernote, o Slack e Google Drive.

Link:

https://trello.com/

Redbooth

Temos aqui uma ferramenta ainda pouco conhecida no Brasil, mas igualmente eficiente às alternativas mais populares. Ela se destaca por ser bem completa e fornecer recursos ainda inexistentes em seus concorrentes. O Redbooth permite o gerenciamento de equipes por meio do compartilhamento e monitoramento de tarefas, que podem ser atribuídas a grupos ou a membros individuais. Os usuários podem trocar mensagens na plataforma, enviar arquivos e criar notas. Alguns dos seus diferenciais são a possibilidade de fazer videoconferências, de gerar de relatórios gráficos e fornecer armazenamento ilimitado.

Link:

https://redbooth.com/

Design Thinking em sala de aula

A metodologia Design Thinking é utilizada para a resolução de problemas. No meio educacional, promove aprendizagem investigativa, proporcionando trabalho colaborativo e desenvolvendo a empatia. Nesse modelo, o estudante participa como formador de conhecimento e não apenas como um receptor da informação.

Link:

https://educaethos.com.br/design-thinking/

Design Thinking na educação

Já pensou em experimentar um método diferente para incentivar a aprendizagem com seus alunos? Saiba como o Design Thinking na educação pode te ajudar!

Link:

https://blog.estantemagica.com.br/design-thinking-na-educacao-aprendizagem/

Design Thinking

Saiba como os professores podem usar essa metodologia a favor da aprendizagem

Link:

https://novaescola.org.br/conteudo/12457/design-thinking-o-que-e-e-como-usar-em-sala-de-aula

Design Thinking em 5 passos

Os 5 passos do Design Thinking detalhadamente explicados.

Link:

Design Thinking exemplo prático

Exemplo de como usar algumas ferramentas inspiradas em diferentes origens para cumprir os cinco passos do Design Thinking de forma organizada e produtiva.

Link:

Aprendizagem Baseada em Projetos: tudo o que você precisa saber

Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP), ou Project Based Learning (PBL), é uma técnica moderna que tem ajudado instituições de ensino e professores a enfrentar de forma eficiente os desafios de gestão educacional atuais. Ela foca nas vivências práticas, levando a uma maior participação dos alunos durante o processo de aprendizado. Graças a isso, é possível criar experiências em sala de aula mais envolventes, duradouras e que geram, de fato, impactos positivos na vida dos estudantes. Isso, por sua vez, contribui para uma gestão acadêmica centrada em colaborar com os alunos, levando-os a desenvolver habilidades úteis e necessárias no mercado atual.

Link:

ABP em 7 passos (Infográfico)

Nessa metodologia, não cabe ao professor expor todo o conteúdo para que, então, a turma comece a trabalhar. São os próprios alunos que vão buscar os conhecimentos necessários para atingir seus objetivos, contando com a orientação do educador – portanto, um mesmo projeto realizado por grupos distintos pode chegar a resultados completamente diferentes e, inclusive, acrescentar aprendizados diferentes.

Link:

https://www.geekie.com.br/blog/aprendizagem-baseada-em-projetos/

Inovação na Educação

Aprendizagem Baseada em Projetos: desafios da sala de aula em tempos de BNCC. Com o aumento do uso de tecnologias digitais e acesso à informação, aumentou-se também a necessidade por uma educação mais contextualizada, onde o aluno desenvolva, além dos conteúdos, habilidades socioemocionais como a criticidade, criatividade, colaboração e comunicação, e nesse caso, os projetos podem nos ajudar a desenvolver essas habilidades de forma intencional e sistematizada, além de tornar o ensino mais estimulante e criar estudantes que tenham verdadeira paixão por aprender.

Link:

Design Thinking e Modelagem em Argila

A Professora de inglês Thais Motta desenvolveu um workshop chamado “Design Thinking e modelagem em argila” para introduzir a o uso de “Design Thinking” para solucionar problemas relacionados ao universo imaginário das crianças.

Link:

Deixe uma resposta